Search
  • Bruno Carvalho

Qual a diferença entre o Certificado Digital A1 e o A3?


A principal diferença entre os certificados A1 e A3 é a geração e o armazenamento das chaves criptográficas (arquivo digital, token ou cartão). Sobre o A1 É o arquivo digital gerado e armazenado no próprio computador pessoal do usuário, com validade de 1 ano. Sobre o A3 Disponível em token ou cartão, pode ser utilizado em qualquer computador, com validade de 1 a 3 anos. Alguns serviços que precisam do modelo de Certificado do tipo A3: SPED Contábil (Escrituração Contábil Digital); DOI (Declaração Sobre Operações Imobiliárias); e-CNHsp e e-CRVsp, ambos somente para o Estado de São Paulo; e o Siscomex (Sistema Integrado de Comércio Exterior). Conheça os tipos de Certificado Digital para cada perfil 1) Pessoa física (e-CPF) É a versão eletrônica do CPF (Cadastro de Pessoa Física) e permite realizar operações na internet com a mesma validade jurídica que o documento físico. Também pode ser usado em instituições privadas, como já fazem alguns bancos para determinadas transações. Em instituições públicas como a Receita Federal e a Caixa, sua utilização é indispensável. Veja abaixo os principais usos e obrigações fiscais que podem ser realizadas com o e-CPF:

  • Acessar o e-CAC

  • Consultar dados do IRPF

  • Acessar ao Receitanet

  • Acessar o SIOPS

  • Assinar a escrituração contábil e fiscal

  • Realizar transações de FGTS e Previdência Social

  • Enviar e fazer retificações no CAGED

  • Aderir ao Cadastro Positivo

  • Acessar o Sisprouni

  • Utilizar o e-DOC

  • Assinar prontuários eletrônicos

  • CEBAS

  • Assinatura de Contratos de Câmbio

  • Siscomex

  • ComprasNET

  • SPED

  • Serviços da Receita Federal

  • Acessar o e-CNH

  • Obter e-CRM

2) Empresas (e-CNPJ) Possibilita a realização de transações online de maneira segura e com validade jurídica. O e-CNPJ deve ser emitido para o representante legal da empresa na Receita Federal. Veja abaixo os principais usos e obrigações fiscais que podem ser realizadas com o e-CNPJ:

  • Acessar o e-CAC

  • Cadastrar, cancelar e consultar procuração no e-CAC

  • Acessar ao Receitanet

  • Acessar o Conectividade Social ICP

  • Emitir e parcelar a DAS

  • Emitir e Retificar o Redarf

  • Realizar transações no Sisprouni

  • Utilizar o GESP

  • Emitir declaração do CAGED

  • Assinar Escrituração Fiscal

  • Declarar o DMED (profissionais da saúde)

  • Cadastrar no INPI

  • Acessar o CNES

  • Solicitar financiamento no Finep

  • CEBAS

  • Assinatura de Contratos de Câmbio

  • Serviços da Receita Federal

  • CT-e

  • Enviar a DIPJ

3) Notas fiscais eletrônicas (NF-e) São feitos especialmente para a empresa que precisa assinar as notas fiscais eletrônicas de forma segura e com validade jurídica. Tem a flexibilidade de ser emitido para alguém diferente do representante legal na Receita Federal (RFB), como o responsável pela emissão das notas. É um dos pilares do SPED (Sistema Público de Escrituração Digital), que incentiva os contribuintes a trocarem as notas fiscais pelas eletrônicas e facilita a comunicação com órgãos fiscalizadores e administrações tributárias (Receita Federal, Secretaria da Fazenda – Sefaz Estadual etc). Veja abaixo as principais vantagens e obrigações fiscais que podem ser realizadas com o NF-e:

  • Emissão de notas

  • CT-e

  • Obter o GED

  • Diminuir erros de escrituração

  • Emitir o DANFE

  • Impulsionar o relacionamento seguro

  • Emitir a Manifestação de Destinatário

  • Nota Fiscal Gaúcha

  • Nota Fiscal Paulista

  • Nota Fiscal Paulistana

  • Eliminar a digitação

  • Diminuir os gastos com papéis

  • Reduzir o tempo de parada de caminhões

  • Simplificar as obrigações fiscais


16 views0 comments

Recent Posts

See All

Tela preta quando aplicado papel de parede via GPO?

Caso, você esteja com esse problema para aplicar essa politica, faça os seguintes passos na máquina local aonde ocorra a sitação: 1 – Abra o Registro do Windows (REGEDIT.EXE) 2 – Navegue até a seguint